A gente aceita qualquer coisa como se fôssemos uma coisa qualquer

Se derrete no primeiro sinal de compatibilidade. Porque a pessoa gosta da banda desconhecida que antes você curtia de forma solitária, do livro da sua vida, do autor que você ama. Seria um sinal? Chame do que quiser, destino, universo, eu prefiro dizer que é uma escolha. Quando esquecemos de critérios e princípios para escolher,… Continuar lendo A gente aceita qualquer coisa como se fôssemos uma coisa qualquer

Ignore meus textos sem sentido sobre você

Agosto passou e deixou a sensação que levou o ano inteiro com ele. Foi ainda no início daquele longo mês que eu não me contive e me entreguei ao desejo de ser sua de novo. Setembro está acabando e eu me lembro de você como se os nossos momentos juntos estivessem há uma eternidade em… Continuar lendo Ignore meus textos sem sentido sobre você

Deixar de amar também é poesia

Ah, o deixar de amar. Este sentimento injustiçado e que dificilmente é levado em consideração. Poetas não escrevem com tanto entusiasmo sobre o deixar de amar. As pessoas não saem cantando que deixaram de amar com a mesma animação do aclamado amar. Tampouco fazem declarações: “Ah, fulano, com toda a minha alma e coração, preciso… Continuar lendo Deixar de amar também é poesia